A partir de amanhã, 12 de julho, até ao dia 19 de julho, a Guarda Nacional Republicana (GNR), na sua área de responsabilidade, realiza ações de sensibilização e de fiscalização rodoviária intensiva de controlo da velocidade, com o objetivo de promover uma cultura que resulte em comportamentos mais seguros por parte dos condutores e na diminuição da sinistralidade rodoviária grave. O excesso de velocidade continua a constituir em Portugal uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave, seja pela diminuição do tempo de reação do condutor para fazer face a um imprevisto, ou pelo agravamento das suas consequências em resultado da maior violência do embate.

Importa salientar que quando a velocidade duplica, a distância de travagem quadruplica, e em caso de acidente, a probabilidade de resultarem vítimas mortais ou feridos graves aumenta 8 a 16 vezes.

Leia a notícia na íntegra em gnr.pt

Deixe os seus comentários

Publicar comentário como convidado

0
Seus comentários estão sujeitos à moderação do administrador.
  • É absolutamente FALSO que o dito «excesso de velocidade» é a principal causa de sinistralidade rodoviária, e quem anda na estrada diàriamente sabe que efectivamente não o é.
    Essa afirmação só da parte de burocratas de escritório que não sabem o que é conduzir e por conluio e indicação dos sucessivos governos pretendem tentar uma LAVAGEM AO CÉREBRO à população para justificar o saque ignóbil à população através de multas facílimas de obter.
    Meus senhores não é assim que se combate a sinistralidade, e os politicos sabem disso.
    Portugueses, deixem de comprar carros potentes, organizem uma marcha lenta nas autoestradas como forma de protesto a esta perseguição ao automobilista que tanto contribui para a economia deste país.

  2005

 2009

  2013

  2014

RADARES em Tempo Real

Disponível no Google Play

app WEB

Autenticação

Autenticação "Social"