A Guarda Nacional Republicana (GNR), a partir de amanhã, dia 31 de janeiro e até ao final da próxima segunda-feira, dia 4 de fevereiro, irá intensificar a fiscalização rodoviária na sua área de responsabilidade, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária grave e incutir comportamentos mais seguros nos condutores portugueses. Da análise dos dados provisórios da sinistralidade rodoviária grave, registada durante o ano de 2018, foi possível apurar que 69% dos acidentes, em que resultaram vítimas mortais e feridos graves, ocorreram em estradas nacionais (170 mortos) e arruamentos (103 mortos), com especial incidência nos distritos de Porto, Santarém, Setúbal e Faro.

Dos mais de 80 mil acidentes registados em 2018, destaca-se que 72% foram resultantes de colisões, que revela um claro incumprimento das regras de trânsito relacionadas com manobras, havendo ainda a salientar o aumento dos atropelamentos em 11%, originando 69 vítimas mortais, das quais 75% tinham mais de 50 anos.

Leia a notícia na íntegra em gnr.pt

 

Deixe os seus comentários

Publicar comentário como convidado

0
Seus comentários estão sujeitos à moderação do administrador.
  • Nenhum comentário encontado

  2005

 2009

  2013

  2014

RADARES em Tempo Real

Disponível no Google Play

app WEB

Autenticação

Autenticação "Social"