Cada vez mais a partilha de informações sobre a localização de Radares está na mira de quem os coloca, chegando ao ponto de essa prática ser abordada em tribunal. O episódio está a decorrer numa localidade de França, onde quinze automobilistas foram considerados arguidos por seguirem e participarem numa página/grupo no facebook, onde, tal como no grupo Radares de Portugal, são denunciadas as localizações de Radares em tempo real.

Em Portugal o "cenário" já é bem diferente, pois as autoridades vêem, tal como a equipa Radares de Portugal, a partilha de localizações de Radares (e apenas Radares) como uma mais valia para a redução da sinistralidade, dado que os Radares de Velocidade são (geralmente) instalados em zonas propícias a acidentes, chamadas de Zonas Perigosas ou Pontos Negros. Desde 2005 que o projeto Radares de Portugal oferece a mais completa e fiável base de dados de localizações de Radares para GPS, para além de atualmente também divulgar - e permitir a divulgação -  localizações de Radares em tempo real, nas redes sociais, entre outros*.

*(está ainda em fase de reprogramação a app para smartphone/tablets)

Em 2006 as Forças de Segurança entenderam o objetivo do Radares de Portugal e o porquê da sua existência e, talvez por isso, atualmente uma respeitada força de segurança elabora uma listagem mensal, na rubrica "Quem o Avisa...", onde serão instalados os Radares de Velocidade nas estradas nacionais.

A equipa Radares de Portugal trabalha em prol da segurança do automobilista, incentivando sempre o cumprimento do Código da Estrada.

NOTA: Nos espaços Radares de Portugal não são partilhadas informações sobre Operações STOP, nem é admitido qualquer tipo de ofensa às forças policiais.

Fonte: franceinfo.fr

Deixe os seus comentários

Publicar comentário como convidado

0
Seus comentários estão sujeitos à moderação do administrador.
  • Nenhum comentário encontado

  2005

 2009

  2013

  2014

RADARES em Tempo Real

Disponível no Google Play

app WEB

Autenticação

Autenticação "Social"